Como evitar formação de borra no motor?

Comparação borra do motor

Imagens comparativas de componente do motor em condições normais e com formação de borra. O comprometimento é evidente e pode levar em último caso à perda do motor.

Se você tem uma casa antiga com exaustor na cozinha, certamente já deve ter se deparado com uma espécie de sujeira pegajosa que costuma formar próximo às pás do exaustor, que se deve principalmente ao óleo de cozinha que se acumula e é oxidado com o tempo. Algo semelhante PODE acontecer com o motor do seu carro, se alguns cuidados não forem tomados. Essa é a formação da chamada borra no motor.

Por entupir a passagem do óleo e reduzir a sua circulação, a borra  também é conhecida popularmente como “colesterol do óleo de motor”. A borra se forma quando alguns cuidados não são seguidos, principalmente:

  • Condução do veículo em condições severas (com muitas paradas, percorrendo distâncias curtas ou em estradas empoeiradas)
  • Intervalos de trocas do óleo inadequados (muito longos);
  • Avarias mecânicas permitindo acúmulo de impurezas (Fuligem, Ácidos) e água;
  • Superaquecimento do óleo de motor.

Na presença de ar e do motor operando em altas temperaturas, obtém-se condições apropriadas para aumentar muito a oxidação do óleo do motor. Esse processo de oxidação aumenta a viscosidade do óleo e produz ácidos corrosivos. Se nada for feito, o óleo pode se degradar e formar uma substância pegajosa semelhante ao piche (veja figura acima). As empresas petrolíferas têm adicionado alguns aditivos que contêm poderosos inibidores de oxidação. Estes aditivos conseguem quebrar o ciclo de oxidação, mas são consumidos com o tempo. Se o prazo de troca não for respeitado mesmo assim podem acontecer problemas. Sigam sempre a informação do número de quilômetros recomendados para cada intervalo de troca. Se o tipo de uso for severo (tipo anda e pára, com distâncias curtas) é usualmente recomendado adotar períodos de troca de metade do tempo. As trocas de óleo regulares promoverão a remoção da fuligem acumulada e irá e “repor” o os inibidores de oxidação.

Embora qualquer motor possa potencialmente desenvolver borra de óleo, alguns modelos são mais propensos ao problema do que outros, devido a particularidades de cada projeto [veja nesse vídeo o caso dos veículos Gol, por exemplo]. Existe também a possibilidade de vazamento do líquido de arrefecimento do motor para o sistema de óleo. Se você perceber problemas com sua bomba de água ou de outras partes do sistema de arrefecimento do motor, leve ao conserto imediatamente.

Como identificar se já está havendo formação de borra no meu motor?

A formação de borra pode ser facilmente detectada observando-se a tampa e as partes metálicas da entrada de óleo do motor (veja a foto e o vídeo abaixo). Se nessa região estiver evidente acúmulo de resíduos aderidos às paredes, é um sinal de problemas em formação.

Como identificar a borra no meu motor? Procure por resíduos na tampa ou na parede da entrada de óleo do motor de seu veículo. Para mais detalhes veja o vídeo ao lado.

Meu motor foi atingido! E agora, como resolver o problema de borra do motor?

Se esse é seu caso, a solução vai depender da extensão de acúmulo de borra. Para responder isso é SEMPRE recomendado sempre fazer uma avaliação com seu mecânico de confiança.

Se for um caso simples, com acúmulo de uma camada bem fina, após algumas trocas simples de óleo (e de filtro) utilizando óleos convencionais ou contendo aditivos Anti-borra (como esse da Castrol, por exemplo), existe uma boa chance de ela ser removida pelo filtro de óleo do veículo (ou de pelo menos não aumentar). Aumentar a frequência de troca pode aumentar a chance dessa estratégia dar certo. Caso haja um comprometimento maior, com uma grande camada impedindo a circulação e funcionamento do óleo do motor será necessário a utilização de produtos específicos em um serviço feito especificamente em oficinas mecânicas, a preços nada convidativos, abrindo o motor. Em casos ainda mais graves (como a imagem que ilustra nosso artigo na página principal), pode haver sério comprometimento e muitas vezes a impossibilidade de reparo, sendo necessário trocar componentes do motor.

Óleo escuro indica necessidade de troca de óleo: MITO!

O óleo de motor moderno possui agentes detergentes que funcionam coletando minúsculas partículas fuligem e mantendo-as em suspensão. Essas partículas não representam qualquer perigo para o seu motor, mas fazem com que o óleo fique escuro. Se usássemos um óleo sem detergentes teríamos um óleo mais claro, contudo toda fuligem ficaria nas partes internas do motor, propiciando a formação de borra. Portanto, basta seguir o intervalo recomendado pelo fabricante para a troca de óleo para agir corretamente.

Como a prevenção sempre é a melhor solução, estejamos sempre atentos aos cuidados indicados acima para evitar a formação de borra no motor.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

6 Comments:

  1. Muito bom o artigo! Tive esse problema, uma pena não ter lido isso antes!

  2. Muito boa a explicação sobre os tipos de óleo lubrificante.

    Aproveitando o momento, favor informar se é normal usar oleo gol 07
    ELAION 15W-40 api sl/cf que serve tambem para motores diesel e foi utilizado em uma concessionaria desta região.

    • Olá Fernando,
      De acordo com o site da montadora, você deve usar o óleo Castrol Magnatec Professional (SAE 5W40) para veículos da VW de fabricação a partir de 12/2002. A mesma informação deve estar contida no manual do seu veículo, recomendamos que você verifique. Assim, o óleo q vc indicou não é o recomendado.

      Agradecemos pela visita, pela pergunta e pelo elogio! Em caso de dúvidas é só escrever.

      Atenciosamente,

      Equipe OPC

  3. E para motores a diesel o que se pode fazer com aquela borra preta e grudenta???

    • Olá Jonas.
      As instruções são as mesmas dos motores à gasolina ou álcool. O mais correto é levá-lo o quanto antes à oficina, repará-lo e ficar atento às próximas trocas de óleo. Boa sorte!
      Atenciosamente,
      Equipe OPC

  4. Tive esse problema, mas infelizmente o motor fundiu por falta de lubrificação e por falta de conhecimento da minha parte.
    Muito bom, estão de parabéns com o site.
    😉 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *